EMPREENDEDORISMO NA CRISE

A crise econômica e política que atinge o Brasil é perceptível por vários aspectos, seja pelas altas taxas de desemprego, seja pela piora em diversos setores econômicos. Em contrapartida, neste mesmo cenário cresce ano após ano o número de empreendedores, fazendo com que centenas de pessoas tenha em seu próprio negócio a sua nova chance de recolocação. O que nos leva a afirmar que nunca se falou tanto em empreendedorismo como agora.

Entretanto, mais do que investir seu dinheiro e conhecimento numa grande ideia, empreender na crise vai muito além disso. Se você tem essa vontade, mas ainda não sabe como começar, daremos dicas importantes. Confira!

 

 

1. Planejamento e muito estudo

Apesar de ser a palavra da moda, o empreendedorismo requer muito planejamento e conhecimento, especialmente se o novo negócio será a sua fonte de renda. Por isso, antes mesmo de gastar as suas economias ou usar o FGTS, é preciso entender muito bem como funciona cada etapa do processo de abertura de empresa, pagamento de impostos, valores de investimento, noções de administração e até mesmo contabilidade.

O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas) funciona como um apoio à formação de novos empreendedores e faz orientações importantes para quem quer estruturar uma ideia e transformá-la em um empreendimento de sucesso.

 

 

2. Fazer uma boa pesquisa de mercado

Ter uma boa ideia parece ser o trunfo de todo empreendedor. No entanto, muito mais do que pensar em algo “extraordinário”, é preciso estudar bem o mercado e até encontrar a oportunidades certa.

Isso significa que, muito mais do que fazer o que ama, quem tem o empreendedorismo na veia sabe que é preciso focar nas necessidades das pessoas ou empresas. Pode ser um novo aplicativo, o serviço de entrega de alimentos, a confecção de peças personalizadas, o atendimento ao público, o desenvolvimento de sites, entre outros. Para isso, é preciso muita análise e dedicação.

 

3. Empreendedorismo tecnológico

Depois de realizar a pesquisa, o planejamento e a execução da ideia, muitos empreendedores se perdem no atendimento de seus futuros clientes. Afinal, o atendimento ao público é tão importante quanto todo o planejamento realizado anteriormente.

O atendimento telefônico costuma ser o principal meio de comunicação entre empresas e consumidor, especialmente em uma era tecnológica na qual os espaços físicos foram substituídos pelos virtuais. Para atender bem a todos os clientes, é preciso investir também em tecnologia e serviços que visam melhorar o contato e torná-lo mais eficiente, tanto para o empreendedor como para o seu consumidor.

A FLY PBX é um serviço de PABX em nuvem que dá mais autonomia, agilidade e processos otimizados, rápidos e seguros para a sua empresa. Com ele, você cria relatórios e melhora o seu atendimento com configurações simples, contando com muito mais liberdade para atender ainda melhor os seus clientes.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar?
Deixe aqui sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *